Festival Cinema Negro em Ação inicia primeira edição

De Cabral a George Floyd – Onde arde o fogo sagrado da liberdade é o filme de abertura

 

Começa nesta sexta-feira, Dia da Consciência Negra, a primeira edição do Festival Cinema Negro em Ação. O evento integra as atividades do Mês da Consciência Negra, realizado pela Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) e pelo Instituto Estadual de Cinema (Iecine) – instituições da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), do Rio Grande do Sul.

A programação do festival terá início a partir do meio-dia com a filósofa e escritora Djamila Ribeiro, uma das homenageadas do evento, que irá comandar um bate-papo sobre a presença negra no audiovisual brasileiro com as curadoras do evento, Carol Anchieta e Camila de Moraes, com mediação da jornalista Clarissa Lima, da Sedac.

Já a exibição das produções selecionadas para o festival começa às 20h30min, com do filme De Cabral a George Floyd. Onde arde o fogo sagrado da liberdade, dirigido por Paulinho Sacramento, do Rio de Janeiro, que concorre na categoria longa-metragem.

Homenagens

Além de Djamila Ribeiro, outras personalidades que também serão homenageadas no festival serão o ator gaúcho Sirmar Antunes e a família Menezes, com a mãe Veralinda e os filhos Drayson, Sol e Sheron.

As homenagens ocorrem no dia 27 de novembro, juntamente com o anúncio dos vencedores do festival. Assim como Djamila, ao longo da programação, Sirmar Antunes e a família Menezes também participam de encontros virtuais com o público.

O Cinema Negro em Ação será transmitido pela TVE-RS, canal 7.1 no sinal aberto, canal 7 na Net. Além da TV, a programação também estará disponível para exibição no site da emissora; fanpage da CCMQ e pela plataforma Cultura em Casa, da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O festival também será transmitido ainda pela TV Câmara Santa Maria, pelo canal 16 da Net e pelo canal 18.2 no sinal aberto, abrangendo a cidade e municípios vizinhos da região central do Estado.

O I Festival Cinema Negro em Ação vai até o dia 27 de novembro.

Confira a programação completa

 • Sexta-feira, 20/11

12h às 13h: encontro com Djamila

22h30 às 00h30min: sessão de longa

De Cabral a George Floyd. Onde arde o fogo sagrado da liberdade, de Paulinho Sacramento

 • Sábado, 21/11

18h às 19h: sessão de videoclipes

Esperando Spike Lee Brasileiro,de Lobo Mauro
Preto Raiz, de Elton Oliveira, José Roberto e Rafael Melo
Por que não?, de Alexandre Mattos Meireles
Transe, de Gabriela
Chato – Marco Gabriel, de Jessica Lauane
Pra verdade estremecer – videoclipe Banda N`zambia, de Gabriel Muniz
Killa – Enme, de Jessica Lauane
Magarita, de Carolyne Cristine da Silva
Baile Pesadão, de Jonatan Tavares
Cristal – Ashley Banks, de Cleverton Borges
Batidão – Enme, de Jessica Lauane
Você Bagunçou Comigo – Yhago Sebaz feat. ALLVDIN, de Jessica Lauane
Monique Brito filha do sol – Preto amor, de André Luis Ferreirah
Azul, de Dona Conceição
É no Mar, de Alisson Severino
Alumiou, de Adriele Regine e Heraldo de Deus
EncruZilè, de Cire das Virgens
A Caixa, de Mônica Zonta
Shidumali, de Renan Montenegro

21h30min às 23h30min: sessão de curtas e longa

Curtas

Entre nós e o mundo, de Fabio Rodrigo
Faixa de Gaza, de Lúcio César Fernandes Murilo

Longa: Entreturnos, de Edson Ferreira

 • Domingo, 22/11

20h às 21h10: sessão de videoarte

A Diáspora, de Andre Luis Ferreira Rocha
A partir daqui, de Felipe Oládélè
TECER I SER, de Ana Langone
Canudos em minha pele, de Rosa Amorim
MARIAR UM MAR DE POESIAS, de Natalyne Santos
Érinlé, de Aristotelis cardoso dos Santos
O rio em mim, de Petyta Reis
Rituais Virtuais, de Valéria Barcellos
Travessia, de Terra Assunção
Visão embaçada, de Marina Kerber
Um pouco do Circo na esquina!, de Marcelo Franco Bonifácio
Meu corpo não é meu, de Flora Suzuki e Grazi Labrazca
Marielle, de Lene Nascimento
Caminho Noir, de Anderson Simões
marvin.gif PART II, de Marvin Pereira
Curai-vos, de Junior Clementino

21h15 às 23h30: sessão de videoarte, curta e longa 

Videoarte: SAMBARACOTU – em busca de um corpo brasileiro, de Álvaro Rosa Costa

Curtas

Joãosinho da Goméa – O Rei do Candomblé, de Janaina Oliveira ReFem e Rodrigo Dutra
Eu vejo você, Rosas Negras, de Nando Zambia
Sol, de Higor Mourão

Longa: Raízes, de Simone Nascimento e Wellington Amorim

 • Segunda-feira, 23/11

14h às 15h: sessão de curtas

Perifericu, de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira
As Canções de Amor de uma Bixa Velha, de André Sandino Costa
Eu não nasci pra ser discreta, de Alek Lean

17h às 18h: encontro com Família Menezes

22h30min às 23h30min: sessão de curtas

Entremarés, de Anna Andrade
Conquix, de Monike Raphaela e Erick Novais

 • Terça-feira, 24/11

14h às 15h: sessão de curtas

5 fitas, de Heraldo de Deus e Vilma Martins
4 Bilhões de Infinitos, de Marco Antonio Pereira
Homem Atrás da Janela, de Naum Roberto Gomes
Nana e Nilo na Cidade Verde, de Sandro Lopes
Corações Encouraçados, de Jamile Coelho e Cintia Maria

17h às 18h: encontro com Carol Anchieta

22h30 às 23h30: sessão de curtas

EGUM, de Yuri Costa
O Segredo da Leoa, de Juliano Viana
Alfazema, de Sabrina Fidalgo
Brasil Eterno Quilombo, de Julio Ferreira

 • Quarta-feira, 25/11

16h às 18h: encontro com Sirmar Antunes e sessão de curtas

Estrela Solitária, de Iwan Silva
Flamingos, de Jose Pedro Minho Mello
Projeto Perigoso, de Fabrício Zavareze
Inspirações, de Ariany de Souza e equipe
Mulheres Negras – Projetos de Mundo, de Day Rodrigues e Lucas Ogasawara

22h30min às 00h30min: sessão de curta e longa

Curtas

Filhas de Lavadeiras, de Edileuza Penha de Souza
OuvidoChão – Identidades Quilombolas, de Gabriel Muniz
Receita de Caranguejo, de ssis Valenzuela
Quero ir para Los Angeles, de Juliana Balhego

Longa: Que os olhos ruins não te enxerguem, de Roberto Maty

 • Quinta-feira, 26/11

16h às 18h: sessão de curtas e encontro com Macumba Lab

Curtas

Ditadura Roxa, de Matheus Moura
A 7 Tragos do Chão, de Ariel L. Dibernaci
Facão, de Camila Hepplin

22h30min às 00h30min: sessão de curtas e longa 

Curtas

Riscados Pela Memória, de Alex Vidigal
Ninguém solta a mão de ninguém, de Deyvid César e Tobias Terceiro
Construindo Poesias, de Ricardo Soares

Longa: Argus Montenegro e a Instabilidade do Tempo Forte, de Pedro Isaias Lucas

 • Sexta-feira, 27/11
22h30min às 23h30min – Premiação

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s