Trama Fantasma ★★

Trama Fantasma, de Paul Thomas Anderson, encerra a temporada de estreias no Brasil dos filmes candidatos ao prêmio principal do Oscar. O longa que marca, por enquanto, a despedida de Daniel Day-Lewis dos cinemas, chega discretamente no circuito nacional trazendo a história do renomado estilista britânico, Reynolds Woodcook, que veste importantes nomes da elite e da realeza europeia. Certo dia, ele conhece e se interessa por Alma (Vicky Krieps), uma simples mulher, mas que acaba se tornando a sua inspiração e modelo favorita. O relacionamento do casal avança entre brigas e vestidos, e o filme não oferece muito além deste caminho um tanto perturbador.

Quem vai esperando que Trama Fantasma seja sobre os bastidores da moda britânica nos anos 1950 sairá muito decepcionado das salas de cinema. A história inicia seduzindo com o clima elegante que apenas Londres poderia proporcionar e logo engatamos neste inocente romance protagonizado por Reynolds e Alma. Tudo sob supervisão da irmã do estilista, Cyril (Lesley Manville), que cuida da vida pessoal da mesma forma que os negócios do irmão.  Se por um lado, o relacionamento dos protagonistas começa a desmoronar, por outro, parece que é justamente isto que vai unir eles novamente. O casal retrata, perfeitamente, uma relação monogâmica convencional e antiquada visto que Alma se dispõe inteiramente submissa ao companheiro que não esconde a sua irritação com o passar dos anos. Mas para não perder o posto de Senhora Woodcook, a jovem se submete a planos sacanas apenas para não se dar por vencida nesta disputa de quem é mais teimoso neste casamento.

Daniel Day-Lewis escolheu, novamente, mais um filme em que ele apresenta um papel com ar de superior em um ritmo lento. Perfeccionista, o estilista se considera um solteiro invicto e possui diversas armas de sedução que mais parecem conselhos do seu tio-avô, mas que de certa forma, se torna carinhoso nestes momentos. Infelizmente, é difícil enxergar um motivo desafiador que o tenha inspirado a escolher este personagem para ser o seu último nas telas. Já Vicky Krieps se transforma com o desenrolar do drama, mas que em nenhum instante, ela perde o seu olhar angelical. Mesmo quando resolve mostrar que a sua aparência engana. Mas não chega nem perto do grande destaque do longa que fica para Lesley Manville, que nos proporciona um show de talento com sua seriedade e ironia como a terceira integrante naquela casa.

Trama Fantasma parece ter esta proposta de trazer antiguidades em pauta seja em termos de roupas, cultura ou simplesmente, em relacionamentos. Mas tamanha oscilação de humores e opções que a história apresenta em cena, acaba oferecendo um filme esnobe e fraco para ser aprovado na sua prova final.

Phantom Thread | Direção e roteiro: Paul Thomas Anderson | Elenco: Daniel Day-Lewis, Vicky Krieps, Lesley Manville | Gênero: Drama e Romance | Nacionalidade: Estados Unidos | Duração: 2h10min

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s