Sinfonia Para Ana ★★

Exibido nessa terça na 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado, Sinfonia Para Ana tem uma proposta interessante com a sinopse de ser o registro de uma época bem conturbada na Argentina. Situado durante a ditadura militar (1966-1973), o longa mostra Ana (Isadora Ardito) que vive o auge da adolescência, onde está, não só na descoberta do amor, como descobrindo também os problemas políticos que o país passa com o pré-golpe de estado. Inicialmente, o filme aparenta mostrar a luta engajada da jovem, mas o enredo se perde em focar nos dramas românticos do que nos interesses sociais da protagonista.

O longa dirigido por Ernesto Ardito e Virna Molina tem uma boa proposta, mas é inconsistente ao misturar o cenário político com a vida pessoal da protagonista. Afinal, o recheio do filme acaba sendo as indecisões amorosas enquanto que colegas de Ana são perseguidos e grupos realizam protestos. E ela ali, observando tudo de longe, sem nem ao menos se mostra ativa contra o governo. O segundo problema do filme é a incoerência da narrativa ao colocar Ana, gravando uma fita, recordando esta história, para alguém que viveu tudo junto com ela. É cair na cilada de dar um toque mais dramático, mas acaba sendo absurdamente redundante.

Particularmente não gosto da ideia desta mistura histórica como pano de fundo com temas como ditadura e demais relacionamentos, pois este assunto político é muito traumático, independente da região, e tira a sua importância, que sim, deve ser lembrada como memória para que não se repita na história da humanidade. Ao interligar estes dois focos em um longa, sem costurar devidamente os pontos, torna superficial uma trama que poderia ter seu potencial elevado, já que visualmente, Sinfonia Para Ana é um deleite. Mas infelizmente, não é o bastante para salvar a pátria do filme.

Direção: Ernesto Ardito e Virna Molina | Roteiro: Ernesto Ardito, Virna Molina e Gaby Meik | Elenco: Isadora Ardito, Rafael Federman, Ricky Arraga, Sergio Boris, Valentina Bdrodsky, Mariana Carrizo, Andres Cotton e Leonor Courtoisie | Nacionalidade: Argentina | Gênero: Drama | Duranção: 1h59min

• Filme assistido na 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado 

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s