A Fera na Selva ★★

Todo ser humano sofre do mal de, às vezes, ser tão passivo à vida que esquece da principal tarefa que Deus, ou do maluco que inventou a Terra, colocou nas nossas mãos: viver. E é exatamente isto que A Fera Na Selva, exibido nessa terça-feira na 45ª edição do Festival de Gramado, esqueceu de fazer em toda a essência do filme. A sinopse dá a deixa de que vamos presenciar algo de extraordinário que está prestes a acontecer na vida de João (Paulo Betti), que tem na amizade com Maria (Eliane Giardini), a companhia para esperar este fascinante acontecimento na sua vida.

Assim como o longa Um Limite Entre Nós, o filme dirigido pelo trio Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel também é baseado em uma obra literária e levada do mesmo jeito para a tela. A Fera Na Selva é baseado no livro, de mesmo nome, do escritor inglês Henry James, e tem a sua narração entoada pelo ator José Mayer. Mas assim como o personagem de Paulo Betti, também ficamos na espera, na espera e na espera de alguma ação. Ao contrário do longa dirigido por Denzel Washigton, aqui a história não acontece nem pelos diálogos poeticamente declamados pela dupla intelectual em cena. Passa tempo, locais, rotinas e festas, e Maria e João continuam debatendo sobre o que estão esperando. O que pode parecer até sugestivo ou até uma indireta ao fato de que a gente deixa a vida acontecer, não chega a ser inspirador para quem assiste, definitivamente, tomar alguma atitude e viver.

A Fera Na Selva é perfeitamente produzido com uma arte, figurinos e cenários para dar vida ao imaginário desta produção 100% literária. Com tantas frases de efeito, é uma pena o filme desperdiçar tanto talento em cena. Principalmente com a elegância da atriz Eliane Giardini, que ilumina a história do início ao fim com sua energia e sedução com a personagem que também fica esperando e esperando o fantástico acontecer na sua vida. João, interpretado por Paulo Betti, chega no ponto de ser uma pessoa irritante e egoísta ao tomar toda atenção para si e ser tão desprezível com tudo na sua volta. Infelizmente, A Fera Na Selva é exatamente aquilo que se propôs: esperar para nada acontecer.

A Fera Na Selva (2017) | Direção: Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel | Roteiro: Paulo Betti, Eliane Giardini e Rafael Romao Silva | Elenco: Paulo Betti e Eliane Giardini | Gênero: Drama | Nacionalidade: Brasil | Duração: 1h30min |

• Filme assistido na 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s