Especial: O Diabo Veste Prada (2006)

O Diabo Veste Prada seduz muito mais pela aparência do que pelo conteúdo, vamos ser sinceros. O glamour da moda, New York, Gisele Bundchen, sessão de fotos, roupas Chanel e a música Vogue tocando no fundo são os maiores atrativos dessa mega produção que até hoje se mantém atual.  O filme é baseado na obra de Lauren Weisberger e nos traz a nossa deusa na terra Meryl Streep como Miranda Priestly como o alter ego de Anna Wintour, editora de moda da Vogue norte-americana. Muitos vão dizer que adoram esse filme por todo esse badalo que vemos na tela, mas o que amo nessa história é o poder e a inteligência na gerência que Miranda tem nas mãos e de como Andy (Anne Hathaway) tem que decidir entre o que vale mais: o que ela sempre acreditou ou que tem que acreditar para se dar bem em um emprego.

the-devil-wears-prada-615x409

Miranda e Andy são totalmente opostas em personalidades. Enquanto Meryl interpreta uma mulher comprometida em tempo mais do que integral com o seu trabalho, tornando-o ar que respira, Andy quer apenas encerrar o seu expediente e ir para casa. Mas na Revista Runway não é bem assim. Como todas as meninas do mundo almejam estar naquele cargo, a personagem de Andy dá de ombros, pois em seu pensamento, um ano será o bastante para mostrar que teve alguma experiência e só tem que aguentar quieta os desaforos daquela gente fútil da moda. Engana-se ela que tudo aquilo era só frescura. Aquele discurso que Miranda faz quando Andy ri da reunião que presencia, faz qualquer opinião superficial sobre o mundo da moda desaparecer. E a partir daí, é que a moça resolve levar aquilo ao pé da letra.

diabo3

Enquanto alguns acreditam que ela se vendeu pra primeira bota Gucci que calçou, eu vejo que Andy amadureceu o bastante para entender que não basta estar presente, tem que ser aquele lugar. E não vejo problemas nisso. Miranda Priestly fez o mesmo no passado e olha onde ela está: é chefe, gerente, referência para o mundo fashionista e sabe do poder que tem. Apesar de abusar um pouco, não o faz por menos. Vai dizer que não ia querer sacanear alguém só por esse pequeno e instantâneo prazer? Miranda tem noção do cargo que tem e que o universo, praticamente, tem altas expectativas para saber o que será tendência na próxima temporada, ano, e acima de tudo, respeita a sua decisão. Sabe por quê? Porque ela estuda, analisa, vai a fundo em todos os estilistas, história, cores, tecidos para dominar o seu trabalho, pois é o seu nome que está no editorial e como todo ser humano, não quer fazer feio por aí.

multi

Anne Hathaway é quem tem uma transformação pessoal neste extreme makeover da Runway. O que prova que as pessoas crescem, não mudam. Pois se ela quer tanto avançar na carreira jornalística, tem que começar pelos trabalhinhos mais carrasco, capengas ou sem graças e se é numa revista de moda, que seja. Se fosse em qualquer outra revista, publicação, ela teria que fazer o mesmo se quisesse ser alguém na vida. Não é à toa que conseguiu o que queria no final das contas, mas porque provou que merecia. Mesmo que pra isso, tenha quase passado por cima dos outros, ingenuamente. E mesmo ovacionando Miranda em alguns momentos, sabe que seus valores são diferentes da big boss.

diabog

O filme traz aquela velha questão: Miranda é considerada uma tirana, carrasca por levar o seu trabalho a sério demais. MAS se fosse um homem executando o mesmo ofício, ninguém o classificaria desse jeito. É o mundo que vivemos, mas felizmente podemos ter este modelo pra seguir e dizer para todos: “That’s all”, porque não nos importamos.

Um comentário em “Especial: O Diabo Veste Prada (2006)

  1. Faço das palavras de Meryl as minhas: “A verdade é que Miranda está em uma posição incrivelmente tensa. Se alguém tem que ir ao Starbucks para buscar um capuccino porque ela não pode parar tudo o que está fazendo ou se alguém tem que buscar suas roupas na lavanderia porque ela ficou até duas da madrugada trabalhando… Será que isso é tão horrível assim? Não precisamos ter simpatia por ela, mas pelo menos algum entendimento.”

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s